Ashland, Tuesday 08.22.2017
Sunday August 27, 2017 - 12:15 PM ×
Sunday Morning Worship Experience

Join us for a fun, relevant and powerful Worship Experience where you can encounter God in a meaningful way! We keep our services to just 70 minutes long. We do this to honor your time while still putting God first each week. The word “long” seems misplaced because in no way do our services feel long but instead leave you longing for more.

Our worship experience is dynamic, powerful, and passionate! We simply believe if we draw near to God, He will draw near to us. Therefore our goal is to experience God’s presence each and every service. In fact, we believe our services are incomplete unless we feel God’s presence is there in a tangible way.

We offer a safe, fun, age appropriate children’s program at Connect Kids. We care for infants through grade 5. Our staff looks forward to exceeding your expectations each week as we strive to teach your children from God’s Word.

We hope to see you in one of our services! If you have any further questions, please feel free to contact us at office@weconnect.cc.

To watch/listen to our Series & Messages archive, simply click here.

Sunday August 27, 2017 - 10:30 AM ×
Sunday Morning Worship Experience

Join us for a fun, relevant and powerful Worship Experience where you can encounter God in a meaningful way! We keep our services to just 70 minutes long. We do this to honor your time while still putting God first each week. The word “long” seems misplaced because in no way do our services feel long but instead leave you longing for more.

 

Our worship experience is dynamic, powerful, and passionate! We simply believe if we draw near to God, He will draw near to us. Therefore our goal is to experience God’s presence each and every service. In fact, we believe our services are incomplete unless we feel God’s presence is there in a tangible way.

 

We offer a safe, fun, age appropriate children’s program at Connect Kids. We care for infants through grade 5. Our staff looks forward to exceeding your expectations each week as we strive to teach your children from God’s Word.

 

We hope to see you in one of our services! If you have any further questions, please feel free to contact us at office@weconnect.cc.

 

To watch/listen to our Series & Messages archive, simply click here.

Sunday August 27, 2017 - 08:45 AM ×
Sunday Morning Worship Experience

Join us for a fun, relevant and powerful Worship Experience where you can encounter God in a meaningful way! We keep our services to just 70 minutes long. We do this to honor your time while still putting God first each week. The word “long” seems misplaced because in no way do our services feel long but instead leave you longing for more.

Our worship experience is dynamic, powerful, and passionate! We simply believe if we draw near to God, He will draw near to us. Therefore our goal is to experience God’s presence each and every service. In fact, we believe our services are incomplete unless we feel God’s presence is there in a tangible way.

We offer a safe, fun, age appropriate children’s program at Connect Kids. We care for infants through grade 5. Our staff looks forward to exceeding your expectations each week as we strive to teach your children from God’s Word.

We hope to see you in one of our services! If you have any further questions, please feel free to contact us at office@weconnect.cc.

To watch/listen to our Series & Messages archive, simply click here.

  • One Year Bible
How furious Satan was at Job, a man who was "blameless, a man of complete integrity. He feared God and stayed away from evil" (Job 1:1). Satan continually plotted, planned, and accused Job before God until God finally gave him permission to breach the protective hedge (vv. 10-12).

How could God do such a thing? He had confidence that Job would continue to serve Him, regardless of circumstances, and that Job would prevail over the enemy.

"The wicked plot against the godly . . . but the Lord just laughs, for he sees their day of judgment coming" (Psalm 37:12-13). How can God laugh when we are under such attack by the wicked? The Bible records that God laughs only when someone threatens Him: "Let us break their chains," they cry, "and free ourselves from this slavery." But the one who rules in heaven laughs. The Lord scoffs at them"

(Psalm 2:3-4).

God has no problem with confidence, and He also has confidence in you, or He would not allow you to encounter trials. When you laugh at the enemy's attack, you are simply treating Satan the way God treats him. Pass on through your trial with the laughter of God in your mouth. He is not threatened, and neither should you be!

by Larry Stockstill

Ester 8-10

O édito do rei a favor dos judeus

Nesse mesmo dia Assuero deu a Ester o que pertencia a Hamã. Mardoqueu foi trazido à presença do rei, porque Ester tinha declarado a relação familiar que a ligava a ele. Assuero pegou no anel que retirara a Hamã e deu-o a Mardoqueu; por seu lado Ester nomeou Mardoqueu administador das propriedades que recebera, confiscadas a Hamã.

Mas mais uma vez Ester veio ter com o rei, caindo a seus pés, rogando-lhe banhada em lágrimas, que suspendesse a acção proposta por Hamã de destruição do povo judeu. De novo o rei estendeu o ceptro na sua direcção. Ela ergueu-se, pôs-se na frente do soberano e retomou: “Se o rei quiser dar-me ouvidos, e se realmente me ama, então que faça publicar um decreto anulando a ordem inspirada por Hamã de destruir os judeus em todas as províncias do reino. Como poderia eu resistir a ver o meu povo assassinado e destruído?”

7/8 O rei Assuero disse pois à rainha Ester e ao judeu Mardoqueu: “Dei a Ester o palácio de Hamã, esse homem que acabou de ser enforcado porque tentou fazer-vos mal. Por isso estou com certeza de acordo com o vosso desejo; mandem uma mensagem a todos os judeus, dizendo-lhes o que quiserem, em nome do rei, e podem selá-lo com o selo do anel do rei, para que não se possa mais revogar.”

Os secretários do rei foram imediatamente chamados — estava-se no dia 23 do mês de Julho — e escreveram, enquanto Mardoqueu ia ditando, um decreto directamente dirigido aos judeus, e para conhecimento de altos funcionários, governadores e chefes políticos de todas as províncias, desde a Índia até à Etiópia — cento e vinte e sete ao todo. Este texto legal foi traduzido nas línguas e dialectos de todos os povos do império. 10 Mardoqueu pôs-lhe no fim o nome do monarca e selou-o com o anel real, fazendo-o acompanhar de cartas que mandou por correios rápidos — condutores de camelos, de mulas e dromedários novos, usados ao serviço do rei.

11/12 Este decreto dava aos judeus por toda a parte licença para se unirem na defesa das suas vidas e das suas famílias, e para destruirem os que quisessem destruí-los, podendo mesmo apropriar-se dos bens destes últimos. O dia escolhido para isto, em todas as províncias, era o dia vinte e oito de Fevereiro. 13 Estabelecia mais o texto legal que uma cópia do presente decreto, que deveria ser reconhecido por toda a parte como lei, deveria ser dada a conhecer a todo o resto da população, a fim de que os judeus não tivessem dificuldades em se preparar para vencerem os seus inimigos. 14 Os correios partiram então a toda a pressa, sob as ordens do rei. O mesmo texto legal foi tornado público igualmente no palácio de Susã.

15 Mardoqueu revestiu-se do manto real azul e branco, pôs uma grande coroa de ouro, e ainda um manto sobre os ombros, de linho e de púrpura, saiu da presença do soberano e foi atravessar as ruas da cidade, que se encheram de gente manifestando a sua satisfação. 16 Os judeus exultavam de alegria, e toda a gente os considerava muito. 17 Em cada cidade e província onde as cartas reais iam chegando, os judeus se enchiam de alívio e satisfação, estabelecendo um dia de feriado para comemorar o facto. Aconteceu até que muita gente houve que pretendeu fazer-se passar por judeu, com receio pelo que os judeus pudessem fazer-lhes.

Os judeus vingam-se dos seus inimigos

E assim no dia vinte e oito de Fevereiro, o dia em que os dois decretos reais deveriam ser postos em execução, quando os inimigos dos judeus contavam aniquilá-los, sucedeu precisamente o contrário. Os judeus juntaram-se nas suas cidades, em todas as províncias do império para se defenderem contra alguém que pretendesse feri-los. Mas ninguém ousou fazê-lo, porque eram grandemente temidos. Todos os representantes de autoridade — governadores, altos funcionários, chefes políticos — deram apoio aos judeus, com medo de Mardoqueu, o qual tinha ganho um prestígio enorme não só em Susã como por todo o território imperial — tinha-se tornado positivamente um homem poderoso.

Os judeus é que não se ficaram por ali. Nesse tal dia mataram os seus inimigos. 6/10 Só em Susã mataram quinhentos homens. Mataram também dez filhos de Hamã (filho de Hamedata) o grande inimigo dos judeus. Eram eles: Parsandata, Dalfom, Aspata, Porata, Adalia, Aridata, Parmasta, Arisai, Aridai e Vaizata. Mas não tocaram nas suas propriedades.

11/12 Nesse mesmo dia, depois do rei ter sido informado do número dos que foram mortos em Susã, mandou chamar a rainha Ester: “Os judeus mataram quinhentos dos seus inimigos, só aqui em Susã”, exclamou, “e mais os dez filhos de Hamã. Se isso foi só aqui o que não terá sido no resto das províncias! Portanto diz o que mais pretendes. Estás satisfeita? Diz o que queres e se fará.”

13 “Se o rei não se importar”, disse ela, “que se permita aos judeus aqui em Susã continuar ainda amanhã aquilo que já fizeram hoje, e que os filhos de Hamã sejam pendurados em forcas.”

14 O rei concordou; o seu decreto foi publicado em Susã e penduraram os corpos dos dez filhos de Hamã. 15 Os judeus da cidade tornaram a juntar-se e mataram mais trezentos homens, seus inimigos; mas sem lhe ficarem com as propriedades.

16 Entretanto os outros judeus nas outras partes do reino tinham-se juntado para se defenderem, e depois passaram ao ataque e mataram setenta e cinco mil inimigos, que os odiavam. Mas também não lhes ficaram com os bens.

A celebração de Purim

17 Por toda a parte, foi feito o mesmo no dia vinte e oito de Fevereiro; no dia seguinte descansaram, celebrando a sua vitória com festas e grande alegria. 18 Só em Susã é que os judeus não descansaram no dia seguinte, para poderem liquidar mais inimigos, mas vieram a repousar no terceiro dia, no meio de festa e de regozijo.

19 É assim que, em todas as povoações sem muralhas, os judeus em todo Israel até hoje têm uma celebração anual de dois dias em que se alegram e mandam presentes uns aos outros.

20/22 Mardoqueu escreveu um relato de todos estes acontecimentos, e mandou cartas aos judeus de perto e de longe, em todo o território do império, encorajando-os a que estabelecessem uma festa anual nos últimos dias de Fevereiro para poderem celebrar com alegria e troca de presentes essa ocasião histórica em que os judeus foram salvos dos seus inimigos, em que a sua tristeza se transformou em satisfação, e a sua angústia em felicidade.

23/26 Os judeus aceitaram a proposta de Mardoqueu e mantiveram essa comemoração como um costume, para nunca se esquecerem do tempo em que Hamã (filho de Hamedada o agagita), o inimigo de todos os judeus, planeara a sua liquidação, numa altura designada à sorte; e para lhes lembrar também como o rei, ao ter conhecimento disso, mandou fazer um decreto que permitia neutralizar os planos de Hamã e que foi a causa de ele e os seus filhos terem sido pendurados em forcas. É por essa razão que se dá o nome de Purim a esta celebração, porque na língua persa chama-se ao acto de tirar à sorte pur. 27/28 Todos os judeus pelo reino fora concordaram em estabelecer regularmente essa comemoração, transmitindo-a aos seus descendentes e a todos os que se tornassem judeus; declararam assim que nunca deixariam de celebrar estes dois dias, na altura própria em cada ano. Torná-se-ia pois um acontecimento anual, observado de geração em geração por todas as famílias em todo o território imperial, nas cidades como no campo, a fim de que a memória do que aconteceu não se apagasse na raça judia.

29 Entretanto, a rainha Ester (filha de Abiail, prima de Mardoqueu e educada por este) escreveu uma carta dando todo o seu apoio à carta que por seu lado Mardoqueu tinha escrito também propondo a comemoração generalizada da festa anual de Purim. 30/31 Com estas, foram enviadas outras cartas a todos os judeus espalhados pelas cento e vinte e sete províncias do reino de Assuero, com mensagens de boa vontade e de encorajamento, confirmando esta comemoração de dois dias da festa de Purim, decretada tanto por Mardoqueu como pela rainha Ester. No fundo os judeus todos já de si mesmo tinham acordado em que se deveria estabelecer essa celebração comemorativa desse tempo de jejum e oração nacional. 32 Sendo assim as directivas da rainha Ester apenas vieram confirmar as datas e dar carácter legal ao assunto.

O prestígio de Mardoqueu

10 O rei Assuero impos o pagamento de tributo não só no seu território como também nas ilhas no mar. Os seus grandes feitos, assim como um relato completo da grandeza de Mardoqueu e das honras que lhe foram concedidas pelo imperador, estão escritas no livro das Crónicas dos Reis da Média e da Pérsia. Mardoqueu o judeu foi primeiro-ministro; a sua autoridade exercia-se hierarquicamente logo a seguir à do monarca. Tornou-se na verdade um homem de imenso prestígio entre os judeus e respeitado por toda a gente da nação, por ter feito tudo o que pôde pelo seu povo e pela prosperidade dos da sua raça.


O Livro Copyright © 2000

1 Coríntios 12:27-13:13

27/28 Ora vocês formam o corpo de Cristo, e cada um separadamente constitui uma parte necessária desse corpo. É pois assim que na igreja Deus colocou, em primeiro lugar, apóstolos; em segundo, profetas; em terceiro, ensinadores; e depois os que fazem milagres, os que têm o dom de curar, outros o dom de ajudar o semelhante, outros sabem administrar a igreja, e outros ainda falam em línguas que nunca aprenderam.

29 Deverão ser todos apóstolos? Serão todos pregadores ou profetas? Tornar­se­ão todos ensinadores? Poderão todos fazer milagres? 30 Podem todos curar os doentes? Dá­nos Deus a todos capacidade de falar línguas que não conhecemos? Pode qualquer pessoa interpretar o que aqueles que têm esse dom dizem? Claro que não. 31 Contudo esforcem­se por serem capacitados com os dons mais importantes.

O amor

Mas deixem­me mostar­vos o caminho mais excelente!

13 Ainda que eu falasse as línguas dos homens ou até mesmo dos anjos, mas não fosse capaz de amar os outros, não seria mais do que um instrumento de fazer barulho. Se eu tivesse o dom de falar em nome de Deus, e se soubesse os mistérios do futuro e se conhecesse tudo acerca de tudo, mas não amasse os outros, de que me serviria isso? E até mesmo que tivesse fé de forma a poder falar a uma montanha e fazê­la deslocar­se, isso não teria valor algum sem o amor. Ainda que desse tudo aos pobres, ainda que deixasse que me queimassem vivo, mas se não amasse os outros, eu não teria nenhum valor.

4/5 O amor é paciente e bondoso. Não é invejoso, nem orgulhoso; não é arrogante, nem grosseiro. O amor não exige que se faça o que ele quer. Não é irritadiço e dificilmente suspeita do mal que os outros lhe possam fazer. Nunca fica satisfeito com a injustiça, mas alegra­se com a verdade. O amor nunca desiste, nunca perde a fé, tem sempre esperança e persevera em todas as circunstâncias.

Todos os dons e capacidades especiais que vêm de Deus terminarão um dia, porém, o amor há­de sempre continuar. Um dia, tanto a profecia, como o falar línguas desconhecidas, como a sabedoria espiritual, todos esses dons desaparecerão. Nós agora sabemos muito pouco, mesmo com a ajuda desses dons especiais; e até a pregação mais inspirada é ainda muito imperfeita. 10 Mas quando chegar o que é perfeito, estes dons especiais desaparecerão.

11 É assim: quando eu era criança, falava, pensava, raciocinava como uma criança. Mas quando me tornei adulto deixei as coisas de criança. 12 Da mesma maneira, nós agora compreendemos imperfeitamente as coisas como se estivéssemos a ver um reflexo num espelho de má qualidade; mas um dia virá em que veremos de uma forma completa, face a face. Tudo quanto sei agora é parcial, mas depois verei tudo com clareza, como Deus conhece o interior do meu coração.

13 Há três coisas que hão­de perdurar: a fé, a esperança e o amor; e destas a principal é o amor.


O Livro Copyright © 2000

Salmos 37:1-11

Salmo de David.

37 Não invejes os maus;
não te revoltes pelo facto daqueles que praticam a maldade
    parecer que vivem bem.
Porque em breve serão cortados como a erva;
murcharão, ficarão sem vida.
Mas tu, confia no Senhor e faz o bem.
Viverás seguro aqui na terra
    e terás o teu alimento garantido.
Alegra-te no Senhor,
    e ele dará o que deseja o teu coração.
Entrega ao Senhor tudo o que fizeres.
Confia nele e ele te ajudará em tudo.
Tornará evidente a tua inocência perante toda a gente,
    tal como a luz do dia que todos vêem.
A tua justiça brilhará como o Sol em pleno dia.

Descansa no Senhor;
espera pacientemente pela sua acção.
Não te revoltes por causa desses que andam na vida
    executando só falsidades, e que prosperam.
Não te indignes; deixa a zanga.
Se te irritares, será só para teu prejuízo.
Porque os que fazem o mal não deixarão de ser destruídos.
Mas os que confiam no Senhor receberão todas as bênçãos.
10 Só mais um tempo e os maus desaparecerão.
Quando fores perguntar por eles, já não existirão.
11 Contudo, todos os que se submetem ao Senhor
    terão todas as suas bênçãos,
    e gozarão da abundância da paz de Deus.


O Livro Copyright © 2000

Provérbios 21:23-24

23 Aquele que sabe guardar a sua boca e controlar o que diz, protege a sua alma de muitos aborrecimentos.

24 Os soberbos são em geral pessoas trocistas e presumidas. É no fundo uma questão de orgulho.


O Livro Copyright © 2000
  • One Year Bible
  • Latest from Connect
  • Members Stories
Power of Prayer

My name is Elaina Guardiani and it will be a year next Sunday April 12th, 2015 that I have been coming to Connect Community Church. The only reason it took me so long to go visi...

Elaina Guardiani
Lost & Found

At the end of 1999 I was a brokenhearted 37 year old woman. I'd spent my whole life searching for love that would last, but continually finding heartbreak, including a divorce. ...

Lynn Schreiner

Read More stories »

  • Connect Groups
 
Loading bible